Nível de serviço, o diferencial para o mercado ótico

O mercado ótico brasileiro está em transformação, os players que competem nesse mercado precisam começar a buscar novas metodologias e soluções para seus negócios, o mundo globalizado e o acesso a tudo na palma das mãos, com grandes variedades de modelos, de preços, de públicos, tendo a concentração da produção desse mercado em poucos pólos como China e Itália, deixam os lead times de atendimento desafiadores, fazem com que o segredo do sucesso e destaque estejam relacionados a uma boa estratégia de vendas e canais, um bom planejamento de demanda – S&OP se faz extremamente necessário, o estoque precisa ser saudável, precisa elevar o seu nível de serviço, e a sua dedicação precisa estar com foco total no atendimento e na prestação de serviço a seu cliente.

mercadoO conhecimento total da cadeia de supply chain se faz necessário para o sucesso de quem compete no Brasil, e quando isso é somado a tecnologia da informação e integração de toda a cadeia através das ferramentas de TI e BI, você se torna mais rápido e preparado para a tomada de decisão.

Contextualizando o Tema

A qualidade do seu plano estratégico, definição clara e objetiva do canais de vendas, com marcas e força de representação das suas marcas alinhadas a estratégia de cobertura de pedidos e nível de serviço que quer para seus clientes, farão com que possa desenhar um S&OP – um plano de demanda e abastecimento acurado, que garantirá um estoque alinhado e saudável. Para esse mercado onde a produção das grandes marcas está centralizadas praticamente toda na China e Itália, se torna importantíssimo conhecer o supply chain completo desde os lead times de suprimentos do seu fabricante, passando por todos os canais que possam existir até a chegada ao seu estoque, isso vai ser importantíssimo para um adequado cálculo de estoque de segurança para seu nível de serviço, contrapondo e mitigando riscos a sua operação, para uma possível obsolescência ou baixo giro do seu estoque.

Num mercado nacional restrito a poucos players e uma grande guerra de preços, contando com uma pirataria elevada, o diferencial competitivo gerador de lucro para um distribuidor do setor está na gestão perfeita do seu estoque, como planeja seu abastecimento, os modais logísticos que define, o gerenciamento preciso de seu estoque de segurança, sua gestão de mostruários em poder de terceiros, acompanhamento de níveis de obsolescência com foco total em giro de estoque.

Suporte de ferramentas de gerenciamento de estoque como um bom ERP, bem parametrizado, uso de WMS e coletor de dados, rotinas de inventários cíclicos, curva ABC bem implementada para ganho de produtividade e gestão visual com KPIs bem definidos ajudam e muito a reduzir baixas e melhorar a acuracidade de inventários que impactam diretamente em provisões e baixas nos lucros operacionais, garantindo um resultado e um fluxo de caixa adequado que te permitirão competir ainda mais em preços (se necessário for) ou simplesmente melhorar a margem dos acionistas.

Cuide do processos, cuide do clientes, ouça o cliente, segmente seus clientes para dar níveis de serviços diferenciados, crie mecanismos menos burocráticos, atenção a logística reversa, que para esse mercado faz toda a diferença, dê valor ao nível e satisfação do seu cliente, crie canais múltiplos de atendimento e esteja perto do balcão de vendas, integre as ferramentas, use a era da tecnologia a seu favor, integrando todo o supply chain, seu fornecedor/fabricante, seus parceiros logísticos nacionais e internacionais, dashboards com business inteligence, informações nos Ipads e celulares, busque chegar a integrar as vendas dos seus clientes chave, reposições automáticas, seja criativo e dinâmico.

Integre suas áreas internas, compartilhe a gestão, monitores os KPI e responsabilidades, e acima de tudo esteja pronto para entrar forte na competição, pois com tudo isso em produção, o céu será o limite para você.

Gestão e o controle dos estoques são muito importantes para uma empresa, seja ela grande, média ou pequena, nacional ou multinacional, seja uma fábrica, um distribuidor ou até mesmo uma loja no varejo, é através dessa gestão que a empresa se torna capaz de prever o quanto será necessário comprar, armazenar, que espaço vai precisar para acondicionar, investimento a ser feito, desembolso, fluxo de pagamentos e caixa, risco financeiro e atrasos de entrega, nível de serviço que pretende entregar a seus clientes, tempo, prazo, % de atendimento na primeira entrega, provisões para um próximo pedido, embarques do mês, para uma determinada sazonalidade, para o ano, para um plano estratégico de 5 anos, enfim são muitas as informações, benefícios e melhorias operacionais de impactos múltiplos na logística, na satisfação do cliente, no nível de serviço, na contabilidade e no resultado operacional da empresa que a gestão eficiente e eficaz de um estoque pode trazer a uma empresa.

Alguns indicadores de gestão e controle de estoques importantes para a gestão:

  • Cobertura de estoque
  • Índica de faltas de materiais
  • Distribuição de giro
  • Índice de indisponibilidade
  • Índice de obsolescência
  • Nível médio de estoque
  • Custo de estoque
  • Análises por famílias

O estoque de segurança se torna fundamental, itens com lead time de produção longo, que dependem de importação, passam pela alfandega brasileira, trazem riscos de variações e incertezas das demandas, por não terem grande visibilidades da área comercial, trazem ao planejamento de desafios muito grades para uma boa e saudável cobertura de estoque

O estoque de segurança tem por objetivo garantir o abastecimento de um item contra incerteza de em seu consumo. Para cada item, portanto, o estoque de segurança será tanto maior quanto maiores forem as incertezas sobre o seu consumo. Por isso conhecer bem o seu produto, suas marcas, seu giro, seu mercado, seus fornecedores, sua logística ponta a ponta, cruzar passado e futuro e históricos e indicadores gerais são importantíssimos para definir a sua forma e premissa de cálculo para o estoque de segurança.

Para a gestão correta e precisa do seu estoque no planejamento de demanda, se torna indispensável ter inventários regulares, cíclicos e medir o nível de acuracidade do mesmo, o inventário de estoque serve para certificar que o seu de controle de estoque está de fato correto. Ou seja, se a sua empresa realmente possui o estoque que acredita possuir.

O inventário de estoque, nada mais que, uma listagem completa de todos os produtos armazenados no estoque de uma empresa. Esse inventário identifica, classifica e determina o valor de cada produto.

o fator chave de sucesso, do nível de serviço, de estoque, o controle do plano de vendas e até do desembolso e investimento do caixa da empresa.

O fator mais importante para o sucesso de um bom supply chain, principalmente para um distribuidor, ou qualquer canal que demanda um produto importado, com lead time longo, e/ou produção com quantidades mínimas por exemplo, é a definição clara do seu plano de negócio, as primeiras perguntas a se fazer são:

Quanto pretende vender?

Quando pretende vender?

Como pretende vender?

*Para te ajudar nessa missão, a Sua Ótica na Web já tem mais de 10 anos de experiência em marketing digital para óticas full service no mercado óptico com soluções completas de marketing digital óticas e serviços digitais. Atuando em todo território nacional.

Pensamos em uma solução completa com foco no crescimento de sua presença online e na geração de leads para sua loja.

 

Fonte: Abióptica.

 

Deixe um comentário